Blog
08h00

Sete hábitos para manter o equilíbrio hormonal de forma natural

Compartilhe
Tamanho da Fonte
Sete hábitos para manter o equilíbrio hormonal de forma natural

Os hormônios são secretados por diversas glândulas e órgãos do corpo, como a tireoide, adrenal, pâncreas, ovários e testículos. Estes hormônios - como progesterona, testosterona, adrenalina e insulina – são extremamente importantes para o equilíbrio do organismo em vários sentidos: ansiedade, peso, libido, energia, sono e muitos outros.

Você sabe quais hábitos do dia-a-dia podem melhorar sua produção hormonal de forma natural? Aqui vou falar um pouco sobre alguns deles:

1) Troque açúcar e carboidratos por gordura de boa qualidade

O corpo precisa de variados tipos de gordura para a produção de diversos hormônios, inclusive a testosterona. Essas gorduras boas também diminuem a inflamação, melhoram o metabolismo e promovem a perda de peso. As melhores fontes de gorduras boas são: o coco (óleo de coco, MCT e carne do coco fresco ou seco), que também é bactericida e promove a queima de gordura corporal e o Ômega 3, que é altamente anti-inflamatório, melhorando dores articulares e protegendo o sistema nervoso e a memória, além de equilibrar as taxas de colesterol. O Ômega 3 deve ser proveniente de peixes como salmão e atum, porém apenas se estes forem selvagens, senão o ideal é suplementação diária de 3 a 12g, individualizada, de cápsulas que contenham concentrações de EPA e DHA em níveis superiores à metade ou mais do total da cápsula, que deve também ser livre de mercúrio e não pode congelar após deixada por 4 horas no congelador.

2) Use ervas adaptógenas

Algumas ervas, como a Ashwagandha, já bastante conhecida, a Rhodiola Rosea, os cogumelos medicinais e o Manjericão Sagrado (Holy Basil) que está há pouco tempo no Brasil, mas venho prescrevendo com excelente resultado dos pacientes, promovem o balanço hormonal e protegem de diversas doenças, sendo fundamentais em diversos fatores:

  • Reduzem os níveis de Stress, Ansiedade e Depressão, melhorando a imunidade e doenças fúngicas de repetição (candidíase);
  • Estabilizam os níveis de açúcar sanguíneo;
  • Melhoram a função tireoidiana;
  • Ajudam a controlar os níveis de colesterol;

3) Controle os desequilíbrios emocionais

As emoções têm grande impacto na saúde e equilíbrio hormonal, sendo relacionadas à diversas doenças:

  • Raiva à Doenças Cardiovasculares;
  • Tristeza à Imunidade;
  • Medo à Stress, Síndrome do Pânico;
  • Culpa à Baixa de Energia, Indisposição;
  • Conflitos à Câncer;

É importante evitar os desequilíbrios acima, bem como situações de grande stress, procurando manter relacionamentos saudáveis e positivos, dedicar tempo a atividades de lazer e relaxamento, praticar esportes com frequência e fazer alguma atividade em família e em contato com a natureza sempre que possível. Algumas técnicas como a Microfisioterapia, a Terapia Neural e a Acupuntura podem ser muito benéficas para o equilíbrio emocional e hormonal.

4) Mantenha níveis adequados de Vitamina D

Chamada de vitamina D quando foi descoberta, atualmente já sabemos que ela é um pré-hormônio de grande importância. Ela promove produção hormonal, controle de níveis de testosterona e insulina, metabolismo, imunidade e disposição, além de ser potente anti-inflamatório tratando dores articulares e doenças autoimunes como Artrite, Tireoidite de Hashimoto, Doença de Chron e Lúpus, em doses individualizadas;

5) Use Probióticos com regularidade

Probiótios são bactérias saudáveis que podem melhorar sua produção e regulação de hormônios como insulina, grelina e leptina, relacionados à fome e ao ganho de peso.  Também auxiliam na reparação do revestimento intestinal, promovendo equilíbrio hormonal, protegendo dos danos causados pelo consumo de glúten e outros agentes nocivos.

6) Evite o uso de Contraceptivos Hormonais

Esses hormônios sintéticos que vão desde as pílulas de uso oral, como os injetáveis e DIU Mirena, podem causar grande desequilíbrio hormonal, levando à indisposição, aumento de gordura e flacidez, celulite, alterações no apetite, baixo libido e até depressão. Além disso, ocasionam alterações que “impedem” as células de utilizar a testosterona, mesmo em pacientes que suplementam.

7) Durma bem, pelo menos 7h por noite, em ambiente completamente escuro.

Essa é a recomendação mais importante aqui! A falta de sono causa completo desequilíbrio hormonal, pois os hormônios têm horário regular para serem produzidos. Durante o sono ocorre recuperação muscular, queima de gordura, bem como produção de importantes hormônios como o gh e a testosterona.

A privação de sono provoca aumento dos níveis de cortisol na madrugada, causando perda de energia durante o dia e insônia à noite, além de queda de imunidade e memória, aumento de ansiedade, ganho de peso e depressão.

Para maximizar a função hormonal, tente ir para cama às 10 da noite, pois cada hora dormida antes de meia-noite conta como duas! Além disso, procure manter horários regulares para dormir e acordar diariamente, sempre que possível.

Deixe seu comentário
#VocêNoSeuMelhor
Siga-nos
Parceiros:
Reconflex South Claro Rádio Jovem Pan
A Hammer Fitness Club
2017 - 2021. Hammer Fitness Club. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital